É composto por um palácio e mosteiro monumental em estilo barroco joanino, na vertente alemã. Os trabalhos da sua construção iniciaram-se em 1717 por iniciativa do rei D. João V, em virtude de uma promessa que fizera em nome da descendência que viesse a obter da rainha D. Maria Ana de Áustria.

O edifício de autoria do arquitecto mor do reino, João Frederico Ludovice, ocupa uma área aproximada de quatro hectares (37 790 m²). Construído em pedra lioz abundante na região de Mafra é constituído por 1 200 divisões, mais de 4 700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios e saguões.[1]

Está classificado como Monumento Nacional e declarado a 2019 Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, sendo parte do conjunto designado de Real Edifício de Mafra, composto pelo palácio, basílica (com conjunto de 6 órgãos e 2 carrilhões), convento (que inclui a biblioteca), Jardim do Cerco e tapada.

A sua construção é tema da obra Memorial do Convento, de José Saramago.
Palacio Nacional de Mafra https://www.casadaeiraportugal.com/guesthouse/images/mafra/002.jpg Super User
Casa da Eira 2020, Todos os direitos reservados. Desenvolvido por