Sede de um município com 141,55 km² de área[2] e 11 772 habitantes (2011),[3][4] subdividido em 7 freguesias.[5] O município é limitado a nordeste e leste pelo município das Caldas da Rainha, a sul pelo Bombarral, a sudoeste pela Lourinhã, a oeste por Peniche e a noroeste tem costa no oceano Atlântico.

Em 2007 o Castelo de Óbidos foi declarado pelo concurso as Sete Maravilhas de Portugal o segundo dos sete monumentos mais relevantes do património arquitetónico português.

Terá sido tomada aos Mouros em 1148, e recebido a primeira carta de foral em 1195, sob o reinado de D. Sancho I. Óbidos fez parte do dote de inúmeras rainhas de Portugal, designadamente D. Urraca de Castela (esposa de D. Afonso II), a Rainha Santa Isabel (esposa de D. Dinis), d. Filipa de Lencastre (esposa de D. João I), D. Leonor de Aragão (esposa de D. Duarte), D. Leonor de Avis (esposa de D. João II), entre outras.

Em 1527, viviam 161 habitantes na vila, o que corresponderia a cerca de 1/10 da população do município.

Foi de Óbidos que nasceu o concelho das Caldas da Rainha, anteriormente chamado de Caldas de Óbidos (a mudança do determinativo ficou a dever-se às temporadas que aí passou a rainha D. Leonor).

A Magnifica Vila de Óbidos https://www.casadaeiraportugal.com/guesthouse/images/obidos/002.jpg Super User
Casa da Eira 2020, Todos os direitos reservados. Desenvolvido por